Descubra a importância de malhar o assoalho pélvico e como fazer

Quando você pratica alguma atividade física acha que está trabalhando todos os músculos do seu corpo? A verdade é que muito provavelmente não. O que muita gente não tem conhecimento é que temos em nosso corpo muitos grupos musculares internos e por isso dificulta o treino destes músculos. Uma dessas áreas musculares é o assoalho pélvico.

O assoalho pélvico é o chão da bacia, um conjunto de músculos em forma de uma rede que sustenta e suspende órgãos como bexiga e intestino, útero e ovários, nas mulheres, e próstata, no caso dos homens.

Também fazem parte desse conjunto as estruturas que relaxam e contraem para permitir ou impedir a passagem de xixi, cocô e gases. E não acaba aí: o assoalho pélvico tem participação na atividade sexual, diretamente relacionado ao orgasmo e a ereção.

Embora não se perceba isso, mas nós usamos esse grupo de músculos o tempo todo e, portanto, precisamos cuidar muito bem dele. Até porque, com passar dos anos, o tônus muscular vai se alterando e tende a perder vigor.  O enfraquecimento, ou uma lesão no assoalho pélvico, pode gerar complicações como constipação e incontinência fecal. E a perda de tônus dessa musculatura pode ter relação direta ainda com problemas do trato urinário, como escapes de xixi.

Mas não se desespere, é possível minimizar ou mesmo prevenir todos esses problemas. fazendo exercícios para fortalecimento do assoalho pélvico.

Uma das formas de trabalhar essa área é através de exercícios com aparelhos de eletroestimulação. É uma espécie de aparelho ‘fitness” para a região pélvica. Ele orienta, mede e acompanha o exercício do músculo pélvico, que, diferentemente de outras atividades, seria muito mais difícil avaliar por se tratar de uma região interna.

Vale salientar que através desses exercícios além de evitar a queda do útero (causada pela flacidez do assoalho pélvico, o períneo), é possível aumentar a libido, corrigir a incontinência urinária, facilitar o parto normal e, dependendo de cada organismo até diminui a cólica menstrual.

Ficou interessado em conhecer um pouco mais sobre os eletroestimuladores? Clique AQUI e confira neste vídeo e e-book mais sobre o assunto.

Descubra a importância de malhar o assoalho pélvico e como fazer

Quando você pratica alguma atividade física acha que está trabalhando todos os músculos do seu corpo? E o assoalho pélvico? A verdade é que muito provavelmente não.  

O que muita gente não tem conhecimento é que temos em nosso corpo muitos grupos musculares internos e por isso dificulta o treino destes músculos. Uma dessas áreas musculares é o assoalho pélvico.

O assoalho pélvico é o chão da bacia, um conjunto de músculos em forma de uma rede que sustenta e suspende órgãos como bexiga e intestino, útero e ovários, nas mulheres, e próstata, no caso dos homens.

Também fazem parte desse conjunto as estruturas que relaxam e contraem para permitir ou impedir a passagem de xixi, cocô e gases. E não acaba aí: o assoalho pélvico tem participação na atividade sexual, diretamente relacionado ao orgasmo e a ereção.

Embora não se perceba isso, mas nós usamos esse grupo de músculos o tempo todo e, portanto, precisamos cuidar muito bem dele. Até porque, com passar dos anos, o tônus muscular vai se alterando e tende a perder vigor.

O enfraquecimento, ou uma lesão no assoalho pélvico, pode gerar complicações como constipação e incontinência fecal. E a perda de tônus dessa musculatura pode ter relação direta ainda com problemas do trato urinário, como escapes de xixi.

Mas não se desespere, é possível minimizar ou mesmo prevenir todos esses problemas. fazendo exercícios para fortalecimento do assoalho pélvico.

Uma das formas de trabalhar essa área é através de exercícios com aparelhos de eletroestimulação. É uma espécie de aparelho ‘fitness” para a região pélvica. Ele orienta, mede e acompanha o exercício do músculo pélvico, que, diferentemente de outras atividades, seria muito mais difícil avaliar por se tratar de uma região interna.

Vale salientar que através desses exercícios além de evitar a queda do útero (causada pela flacidez do assoalho pélvico, o períneo), é possível aumentar a libido, corrigir a incontinência urinária, facilitar o parto normal e, dependendo de cada organismo até diminui a cólica menstrual.

Conheça os eletroestimuladores para exercitar o assoalho pélvico AQUI.