Melhore o seu desempenho na corrida

Melhore o seu desempenho na corrida

O desempenho nos treinos de corrida depende muito do esforço e disciplina de cada pessoa. Mas não basta apenas dedicação, uma boa preparação e uso de roupas e tênis apropriados também são fundamentais.

Um preparador físico pode ajudar

Para quem ainda não tem experiência e não sabe como melhorar sua performance na corrida, uma boa dica é conversar com um preparador físico. Assim, ele pode elaborar um planejamento personalizado com diferentes tipos de treino relacionados à velocidade ou resistência, por exemplo. Mas, vale lembrar que deve ser sempre de acordo com os seus objetivos.

Cuidados ao se lesionar

Outra questão bem importante quando se trata de realizar atividade física é o cuidado ao se lesionar. Aquela dor muscular que aparece depois de um período de treino, deve ser cuidada, para assim não prejudicar seu próximo dia de treino.

Para evitar a dor no pós treino, massageie os locais mais doloridos pode ajudar. A massagem você pode fazer com as mãos ou até usar uma bolinha de tênis para alcançar os pontos mais profundos.

O pré e o pós treino também são importantes

Outra forma de você melhorar seu desempenho na corrida, é usar o SportsTens 2. Sendo um estimulador muscular, você pode utilizá-lo antes do treino para realizar o aquecimento e também após a corrida, para relaxamento e recuperação dos músculos.  Fazendo o uso do SportsTens 2, além de diminuir o risco de lesão, você pode também realizar treinos de resistência, ganho de força e hipertrofia.

Ele possui memória que registra o tempo de uso e a intensidade média usada. Para seus treinamentos, isso permite que você mantenha um diário do seus exercícios. Além disso ele é um aparelho portátil e você pode levar para qualquer lugar e usá-lo quando quiser.

Conheça algumas dicas de como prevenir a queda dos idosos

As quedas geralmente se tornam mais frequentes nos idosos, por conta da fragilidade óssea, fraqueza muscular, dificuldade em se equilibrar e problemas de visão. Porém com as dicas a seguir, você vai descobrir como com mudanças simples dentro de casa e pequenos cuidados quando sair podem evitar possíveis acidentes. 

Em casa

Iluminação: Todos os ambientes devem ser claros e bem iluminados, pois geralmente os idosos possuem problemas de visão. Durante o dia, mantenha as cortinas abertas e logo que começar a escurecer, procure acender a luz. Ambientes com paredes pintadas com cores claras também ajudam. No quarto do idoso, o ideal é deixar um abajur ao lado da cama com um interruptor de fácil acesso.  

Circulação livre: Evite mesinhas de centro, tapetes ou qualquer outro item que atrapalhe a passagem. Evite mudar muito os móveis de lugar, pois fica mais fácil circular pela casa quando você sabe por onde andar sem ficar com medo de tropeçar em algo.

Móveis fixos: Ao sentir certa insegurança ao andar, os idosos tendem a segurar no que estiver mais perto. Por isso tente manter estantes e armários fixos nas paredes.

Cadeira ou poltrona no quarto: Abaixar para trocar de roupa ou colocar sapatos pode ser bem trabalhoso e causar tontura. Deixe uma cadeira ou uma poltrona para evitar esses desconfortos. 

Corrimão ou barras de apoio: Se ainda não tem corrimão na casa, coloque já. No banheiro, coloque barras perto do assento sanitário e dentro do box. Oriente o idoso a nunca tomar banho sem segurar nas barras, nem a subir escadas sem segurar no corrimão. 

Portas abertas: Quem nunca colocou aqueles pesos nas portas para mantê-las abertas? Mas saiba que não são adequados, pois o idoso pode facilmente tropeçar. Opte por peças com encaixe fixo na parede e na porta. 

Chão seco: Qualquer pingo de óleo, sabão, detergente ou qualquer outro líquido tornam o piso um perigo para os mais velhos. Pisos escorregadios podem provocar um grave acidente doméstico. Assim que tornar o piso sujo, limpe rapidamente.  

Na rua

Nos meios de transporte: Aos subir no ônibus, metrô ou trem, o idoso deve segurar nas barras e procurar se sentar rapidamente. Se o veículo estiver em movimento e só tiver assento livre mais longe, ele deve ficar parado, espere parar, e depois se sentar.

Atenção total: Caso o idoso use óculos de grau, aparelhos de audição, bengalas ou qualquer outro artifício que o ajude a circular com mais facilidade, ele deve evitar sair de casa sem eles.

Faixa de Segurança: Como o próprio nome já diz, a faixa de segurança deve ser utilizada para evitar acidentes. Mesmo que seja preciso andar uns passos a mais, faça-o atravessar sempre na faixa de pedestre. 

Calçados confortáveis e seguros: Sandálias rasteirinha e chinelos podem soltar do pé ou provocar um escorregão. Procure usar calçados fechados e seguros com solados emborrachados.

Sabemos que depois de uma certa idade, o cansaço aparece mais forte e com mais frequência. Por isso, indicamos o uso do Sports TENS 2 para aqueles dias em que o corpo pede relaxamento. Por ser um ótimo estimulador muscular, ele possui configurações para aliviar a dor, massagem para relaxamento e liberação de estresse muscular. Pessoas idosas merecem todo cuidado e carinho.

Tem dúvidas em como usar o Sport TENS 2? Entre em contato através do e-mail: contato@saudeportatil.com.br

 

 

Alívio da dor sem uso de medicamentos

Aliviar ou até mesmo acabar com a dor sem precisar recorrer ao uso de medicamentos pode parecer impossível, mas com o uso de eletroestimulação isso já é uma realidade. O uso de estímulos elétricos não têm nenhuma contra indicação e pode ser utilizado por qualquer pessoa no conforto do lar, e não somente em clínicas de fisioterapia.

Os equipamentos podem ser usados por pessoas que praticam atividade físicas apenas de vez em quando ou até mesmo por atletas. Mas sabemos que a dor pode surgir em pessoas não adeptas de atividades físicas e, essa dor passa a funcionar como um alerta de que algo está errado ou de que há algum trauma ou inflamação.

Geralmente após seu profissional de saúde identificar a causa da dor, muitas vezes, as pessoas usam anti-inflamatórios e analgésicos para aliviar o desconforto. Caso tenha que utilizar medicamentos, é preciso tomar cuidado, pois o excesso de medicamento acaba comprometendo um pouco a função renal e incomodando seu estômago. Então o ideal é não utilizar muito medicamentos, sendo muitas vezes mais interessante partir para tratamentos alternativos.

Outras formas de tratamento

A fisioterapia é indicada para tratar e prevenir doenças e lesões, podendo ser feita por meio de várias técnicas, inclusive por meio de estimulação elétrica, que ajuda o corpo a liberar analgésicos naturais (chamados endorfinas), bloqueando os sinais da dor no cérebro, possibilitando de forma não invasiva e natural o controle ou redução da dor em geral, sendo dor crônica ou dor aguda.

Para conhecer melhor os dispositivos de eletroestimulação CLIQUE AQUI.